Olhando de perto nada é normal

Vamos ajustar o foco nos casos concretos que foram analisados por amostragem.

Centrando a nossa atenção nos Registros de Imóveis de Altamira, de Vitória do Xingu e de Senador José Porfírio, em todos os cartórios inspecionados verificou-se o mesmo padrão:

• registros imperfeitos,

• falta de controle na entrada e tramitação dos títulos,

• inexistência de efetiva qualificação registral (exame de legalidade dos títulos),

• abertura de matrículas com vários e reiterados erros técnicos,

• registros de títulos que instrumentalizam meros direitos pessoais ou possessórios,

• matriculação de áreas excessivas (que extrapolam os limites da comarca),

• falta de controle de disponibilidade,

• parcelamentos irregulares,

• má gestão dos dados,

• manutenção precária de livros e demais documentos das Serventias.

Muitos outros problemas ocorrem e são detalhados a seguir.

Índice